Animais

Podenco andaluz

Pin
Send
Share
Send
Send


| Origem

Ele Egito antigo é conhecido como o origem dos primeiros podencos cerca de seis mil anos atrás, Conforme documentado, um membro dessa raça de cães era o favorito dos reis. A imagem de podencos semelhantes aos que conhecemos hoje se destacam nos murais das tumbas e pirâmides dos faraós.

De qualquer forma, naquela época, a raça não era conhecida como podenco, pois realmente pertence aos cães Tesem originais, cães dos faraós que eram carregados pelos fenícios pelo Mediterrâneo, vagando progressivamente no podenco e, por sua vez. em várias raças de podenco.

Sua aparência é a de um cão esbelto de Tamanho médio o que lembra um chacal ou a imagem do deus egípcio Anúbis.

Como eu digo, sua origem se estende por mais de 6.000 anos e sabe-se que foi importando na região do Oriente Médio mantendo um relacionamento próximo com os cães de caça europeus, primando pelo desenvolvimento de seus sentidos, de modo que, graças ao cheiro e à audição, era um dos cães mais adequados para procurar presas.

A seguir vamos conversar dos diferentes tipos de cães conhecidos e, de fato, que Eles são reconhecidos como uma raça própria.

Como é um Podenco

O podenco é uma raça de cães muito leal e afetuoso, com a qual se você é um daqueles que gosta de correr ou fazer longas caminhadas ... você vai gostar. É um animal que gosta de permanecer sempre ativo e adora aprender coisas novas.

Portanto, se você está procurando um parceiro que compartilhe seu amor pelo esporte, essa é uma raça que eu recomendo que você leve em consideração. Em seguida, você saberá como é o Podenco.

Características do Podenco

"Podenco" é o nome dado a um cão de caça de origem antiga, que se acredita especificamente vir do Egito Antigo. Sua aparência lembra a de um chacal ou a imagem do deus egípcio Anúbis que podemos ver nas tumbas dos faraós.

Existem diferentes tipos de podencos, mas a Federação Internacional de Cinologia reconheceu apenas cinco: Cimeco del Etna, Podenco canaria, Podenco ibicenco, Pharaoh hound e Podenco Português. Todos têm em comum o corpo, magro, atlético, com as orelhas levantadas e terminadas na ponta e na cauda, ​​que mede quase a metade das costas e o peso entre 20 e 26kg.

Caráter do Podenco

É um cão muito inquieto, mas independente. Ele não gosta de passar muito tempo sozinho, mas se lhe derem algo para fazer - um Kong, por exemplo, para que ele possa mordê-lo - ele se divertirá bastante. Além disso, deve-se dizer que é um animal que, em casa, se dá bem com todos, mas quando se trata de trabalho, ele apenas ouve o zelador.

O Podenco é um cão que trabalha por natureza, uma vez que é usado há milênios para caçar roedores que comiam as reservas de grãos do povo. Portanto, se você precisa de um parceiro que possa acompanhar, esta pode ser a corrida que você está procurando 😉.

Podenco andaluz

O Podenco andaluz é um animal que, pelo seu cheiro e seu instinto de caça desenvolvido, é capaz de enfrentar com total sucesso, desde a busca do coelho nas silvas, a garra dura do javali, passando pela coleta de patos na água. Se adicionarmos a essa capacidade a extraordinária agilidade e resistência que a caracterizam, estamos diante de um animal excepcionalmente dotado para caçar.

ORIGEM: Espanha

PUBLICAÇÃO DO PADRÃO ORIGINAL VÁLIDO: Março de 1992

CLASSIFICAÇÃO R.S.C.E: 5º grupo. Seção de cães de caça.

DESCRIÇÃO: O Podenco andaluz é uma raça que tem três tamanhos diferentes e, dentro destes, existem três variedades de cabelo diferentes. Os tamanhos são:
Podenco andaluz tamanho grande.
Podenco andaluz tamanho médio.
Podenco Andaluz Tamanho menina.

Quanto ao cabelo, isso pode ser de três tipos:
Tipo da Sardenha (duro e longo).
Tipo sedentário (sedoso e longo).
Tipo simples (curto e fino).

ASPECTO GERAL: É um cão harmônico, compacto, muito rústico e bem equilibrado.

TEMPERAMENTO / COMPORTAMENTO: De grande inteligência, nobreza, sociabilidade e sempre alerta. De reações justas a estímulos que denotam um caráter vivo e equilibrado. Muito carinhoso, submisso e leal ao dono, mas ele quebra esse elo diante de punições injustas. Tudo isso oferece uma grande capacidade de treinamento.

É um cão nascido para caçar, com um nariz excelente e muito resistente à fadiga, não tem medo de nada, metódico e rápido na busca, com um ritmo alegre após a peça, tanto no grande jogo quanto no pequeno, sendo um excelente coletor de cabelos e penas, seja em água ou em terreno acidentado.

CABEÇA: O cão Podenco Andaluz é mediano, bem proporcionado e forte. De forma tronco-piramidal, sem apresentar forte depressão entre crânio e face, cuja terminação não é pontiaguda, mas quadrada e focinho, terminando em ligeira subconvexidade.

REGIÃO CRANIANA:

Forma do crânio: subconvexa.

Direção dos eixos longitudinais superiores do crânio e do focinho: de perfil, previamente coincidentes, formando um ângulo de 18º.

Contorno superior: levemente subconvexo.

Largura do crânio: menor que o seu comprimento, com muito pouca diferença.

Forma dos arcos superficiais: não muito pronunciado.

Protuberância da crista occipital: Delicadamente marcada.

"Stop" (grau de depressão naso-frontal): macio e pouco pronunciado.

REGIÃO FACIAL:

Trufa: arredondada, de tamanho médio, narinas bem abertas e cor de mel.

Focinho: Menor que a metade do tamanho total da cabeça. A profundidade e a largura são semelhantes. Perfil frontal nasal: reto, com suave inclinação na extremidade distal. Perfil e forma da mandíbula: reta.

Lábios: firmes, finos, bem ajustados e com cor de mel.

Mandíbula e dentes: formato da mandíbula: a mandíbula é bem desenvolvida e acompanha progressivamente mandíbulas fortes para proporcionar um conjunto robusto e poderoso. Número e características dos dentes: 42 peças e bem desenvolvidas. Posição dos incisivos: Em perfeita oposição. Mordida Piro: Em tesouras ou pinças (de preferência em tesouras).

Bochechas Forma e aparência: Arredondada e muito musculosa.

Olhos: pequenos e arredondados, vistos de frente. Sua localização a uma distância semelhante da nuca e da trufa, com uma aparência frontal animada e inteligente. Íris de cor variável entre os diferentes tons de mel ou avelã. A direção da abertura das pálpebras vai para a base das orelhas. Pigmentação das bordas das pálpebras de acordo com a cor da trufa ou pelagem.

Orelhas: A colocação da orelha é de inserção média, com ampla base de implantação, levantada energeticamente quando está em atenção. Sua forma é triangular com pontas rombas. A extremidade lateral da base coincide com o ângulo externo do olho.

Pescoço: o perfil superior é quase reto, de tamanho médio, cilíndrico, com ampla inserção na cabeça e no tronco, tendendo a formar um ângulo de 45º com o diâmetro longitudinal do corpo. De grande musculatura e pele firme, que nunca forma queixo duplo.

CORPO: A linha superior ou dorsal tem uma tendência à horizontalidade.

Cruz: Características: Cruze pouca inserção proeminente e larga do pescoço.

Dorso: a linha superior é reta, os músculos bem desenvolvidos. Proporção de comprimento das costas e dos rins: Proporção costas / rim: 2/1

Lombo: Comprimento: Curto. Largura: Larga. Musculatura: Muito desenvolvida.

Garupa: Contorno: ligeiramente arredondada. Direção: ligeiramente inclinado. Comprimento: Longo Largura: dimensões similares ao comprimento.

Peito: Comprimento: O peito de comprimento e largura semelhante ao diâmetro bicostal. Profundidade da gaiola torácica: é bastante profunda. Forma das costelas: costelas robustas e levemente arqueadas. Antebraço: largo, profundo e fortemente musculoso.

Abdômen: contorno inferior: coletado. Forma do abdômen: a barriga é arredondada e musculosa. Forma das dobras da barriga: Não possui dobras na barriga.

Cauda:
Inserção: baixa implantação.

Comprimento: não deve exceder o jarrete de comprimento.

Espessura: espessura média.

Descanse em repouso: em forma de sabre em direção aos jarretes.

Continue em movimento: meia-lua para cima, mais ou menos fechado.

Descrição da cauda: forte, coberta de pêlos abundantes, que nunca formam uma bandeira; durante a caçada a move alegremente, nunca corta. No final, costuma haver manchas brancas nos exemplos da cor da canela.

EXTREMIDADES

MEMBROS ANTERIORES:

Aparência geral: Pernas da frente vistas de frente: espessura média, postura correta e desenvolvimento muscular acentuado. Pernas da frente vistas de lado: os braços de proporções médias apresentavam musculatura forte e articulados harmonicamente com a escápula, sem aparecer marcado o encontro, cotovelos largos, proeminentes e paralelos ao plano médio do corpo. Proporção em relação ao corpo: Bem proporcionado.

Ombros: Comprimento: De proporções médias. Inclinação: quase oblíqua. Musculatura: Forte. Inclinação da articulação escápulo-umeral: pouco oblíqua.

Braço: Comprimento: comprimento médio e desenvolvimento muscular acentuado. Características e forma do osso: Forte.

Cotovelo: posição e ângulo do cotovelo: cotovelos largos e proeminentes e paralelos ao plano médio do corpo, de ângulos abertos.

Antebraço: o comprimento do antebraço é proporcional ao resto do membro e com músculos fortes. Características e forma do osso: Forte.

Carpas: Largura: espessura semelhante ao antebraço.

Metacarpo: Comprimento: comprimento médio e bem proporcionado. Largura: De espessura semelhante ao carpus. Posição ou inclinação: quase vertical.

Pé da frente: Forma e curvatura dos dedos: Pé arredondado, nem gato nem lebre. A curvatura dos dedos pouco pronunciada. Quase reta e forte. As unhas são brancas ou marrons, largas e fortes. As almofadas são duras e resistentes à cor clara ou marrom.

DEPOIS DOS MEMBROS:

Aparência Geral: Bem equilibrado, muito forte e de grande desenvolvimento muscular. Pernas traseiras vistas por trás: fortes e perfeitamente prumadas. Proporção em relação ao corpo: longo.

Coxas: comprimento: longas, largas, com musculatura desenvolvida e descem pouco oblíquas. O ângulo da articulação coxo-femoral: cerca de 110 graus.

Joelhos: Posição: Médio-Alto. Ângulo da articulação femoro-tibial: Aproximadamente 110 graus.

Perna: é forte, com um grosso tendão do calcâneo que se separa rapidamente da tíbia para agrupar um pacote muscular altamente desenvolvido. Comprimento: Curto em relação à coxa Posição: Bastante vertical. Forma e características do osso: Forte.

Hock: É bem angulado, com tendões grossos e apertados. É curto e longe da terra. Bem proporcionado com o resto dos outros diâmetros ósseos. Espessura: De espessura semelhante ao metatarso visto por trás. Ângulo da articulação tibio-tarsinana: De 150 a 160 graus.

Metatarso: Comprimento: Muito longo. Largura: Na visão traseira, mais espessa que a perna. Posição: Vertical

Pé Traseiro: Os pés são praticamente os mesmos que as mãos, ou um pouco mais abertos e alongados. Forma: Médio ou gato ou lebre. Curvatura dos dedos: semelhante à frente, forte com pouca curvatura. As polpas (almofadas) são duras e resistentes, brancas ou marrons. As unhas são largas e duras, brancas ou marrons.

MOVIMENTO: O movimento preferido em competições e exposições é correr. Na caçada, a corrida rápida é intercalada com galope.

PELE: É de espessura média, forte, bem ajustada e altamente resistente, sem dobras ou rugas em qualquer região do corpo. Pigmentação: a pele é de cor clara ou em harmonia com a cor do cabelo.

REVESTIMENTO:

Comprimento: Cabelo liso ou curto: 2 cm. com ± 1 cm. Cabelos duros ou da Sardenha: 5 cm. com ± 1 cm. Cabelos longos ou sedentários: 8 cm. com ± 2 cm.

Textura: O cabelo reto ou com toque curto é duro e está assentado. O cabelo duro ou da Sardenha ao toque é forte. Cabelos longos ou sedentários ao toque são sedosos. Tanto no tipo sedentário quanto no da Sardenha, o cão é coberto de pêlos abundantes em todas as regiões do corpo, apresentando-se um pouco mais curto nas extremidades e na cabeça. Destacando a ausência de sub-pêlos.

Cor:
Cor básica: a camada é branca ou canela ou integrada pelas duas cores. A cor branca existe nas suas variantes prata, mate e marfim, e a canela pode variar da canela clara à clara.
Cores suportadas: Canela e branco.
Cores não suportadas: o restante das cores.

TAMANHO E PESO:

Altura transversal:

Tamanho grande:
Machos: 54-64 cm.
Fêmeas: 53-61 cm.

Tamanho mediano:
Machos: 43-53 cm.
Fêmeas: 42-52 cm.

Tamanho menina:
Machos: 35-42 cm.
Fêmeas: 32-41 cm.

Tamanho grande: 27 kg. ± 6 kg
Tamanho médio: 16 kg. ± 6 kg
Tamanho menina: 8 kg. ± 3 kg

Características do podenco

Em termos gerais, pode-se dizer que o cão é um cão de tamanho médio, alto e esbelto, magro e ágil, com pernas alongadas e atléticas, que mostram sua predisposição para o esporte e para a corrida. É um tipo de cão criado para a atividade, com uma grande quantidade de energia contida que você precisa fazer o download corretamente.

Em todas as variedades da raça, destacam-se algumas características semelhantes, como focinho alongado ou orelhas anormalmente grandes, eretas e muito expressivas, além de olhos pequenos, separados um do outro e amendoados. Também em todos os casos, você pode ver um corpo estilizado e bem proporcionado, magro, mas musculoso, de grande elegância quando está parado e firme.

Também possui um pescoço alongado e largo, que fornece robustez ao animal. O corpo termina em uma cauda longa e inserção média, que geralmente cai, exceto quando está em plena atividade. Todas essas características físicas conferem ao podenco uma agilidade importante, além de rapidez na corrida e também a força e o ímpeto necessários para coletar peças de caça ou matar um animal quando necessário.

Tipos de podenco

Quando o podenco chegou nos diferentes países, cada um deles estava desenvolvendo a corrida de acordo com seus interesses e gostos. Esses cães não se misturaram com variantes de outros países e, portanto, existem diferenças entre eles fisicamente. As principais diferenças são encontradas em tamanho, proporções e peles, embora a morfologia esteja presente em todas elas.

As variedades de podenco reconhecidas pelo FCI são:

  • Cirneco do Etna
  • Podenco das Canárias
  • Cão de Ibizan
  • Cão de Faraó
  • Podenco português

Além disso, existem outras variedades não reconhecidas que, no entanto, pertencem ao grupo chamado podenco, devido à semelhança que têm entre si. Alguns são o cão andaluz, o cão de Creta, o casco francês ou o galego.

Quanto ao tamanho, você pode encontrar variedades que permanecem com cerca de 40 centímetros de altura, outras com aproximadamente 50 centímetros de altura e as variedades mais altas atingem quase 70 centímetros de altura. Em todos os casos, o peso é mantido proporcionalmente à altura e pode ser encontrado em espécimes pequenos, pesando apenas 8 quilos, e pesos maiores, com cerca de 30 quilos.

Outra das diferenças importantes entre os tipos de podenco é o pêlo, que pode ser longo e sedoso ou curto e fino, dependendo da variedade, embora seja muito mais comum ver podencos com cabelos curtos ou muito curtos. Quanto às tonalidades, existem variedades que admitem apenas a cor marrom, outras que misturam marrom com branco em tamanhos diferentes e algumas que são ainda mais claras, até parecerem quase brancas. A escolha do cão de caça para cada família dependerá de sua localização geográfica e também do tamanho mais apropriado, porque no restante dos problemas, todas as variantes de cão de caça são essencialmente o mesmo cão.

Comportamento de Podenco

A chave para o temperamento do cão está na energia. Quando um dono é capaz de canalizá-lo e fazer com que o animal se desenvolva completamente, você pode desfrutar de um cão muito equilibrado, alegre, carinhoso e também quieto quando deveria. É uma raça curiosa e independente por natureza, que sabe tomar suas próprias decisões, o que não significa que ela goste de ficar sozinha por um longo tempo.

Lembre-se de que é um animal com um forte instinto de caça, o que exige educação precoce para impedir que esses instintos surjam, especialmente se você tiver outros animais de estimação ou crianças muito pequenas, porque você pode descontrolar a energia durante os jogos, embora ele nunca busque intencionalmente danos.

Apesar de toda a energia que ele tem e seu desejo de atividade física ao ar livre, a verdade é que é uma corrida que gosta particularmente da vida em casa e pode passar horas deitado sem fazer nada. É claro, desde que você tenha outros momentos no dia de intensa atividade, porque, se não, essa energia acumulada aparecerá na forma de comportamentos destrutivos dentro de casa.

Também é conveniente influenciar a socialização dos filhotes, uma vez que são animais desconfiados com estranhos e um pouco territoriais com outros cães. No entanto, se essa socialização for buscada, será um cão agradável e amigável com todos. Além disso, é muito raro um espécime de podenco mostrar agressividade por sua própria natureza, por isso é um cão que pode estar em qualquer situação sem problemas.

Essa raça se adapta facilmente a qualquer ambiente e situação, mas você deve sempre procurar atenção, exercícios e carinho adequados. Além disso, apesar de ser um cachorro que gosta muito de atividades ao ar livre, deve ter a possibilidade de morar em casa e dormir, pois seu manto não oferece proteção suficiente em climas muito frios ou quentes.

Principais doenças do podenco

Os cães, em todas as suas variedades, são cães saudáveis ​​e fortes, que raramente apresentam problemas de saúde. Eles também não têm doenças hereditárias em geral, embora em casos específicos, surdez unilateral ou bilateral possa ocorrer. Em qualquer caso, para garantir o melhor estado de saúde possível para o animal, é recomendável seguir hábitos saudáveis ​​em todos os níveis, bem como ir com frequência ao veterinário para manter atualizado o seu cronograma de vacinação e desparasitação.

Cuidados básicos do podenco

A maneira de manter um podenco saudável, tanto quanto possível, é seguir bons hábitos gerais, especialmente no que se refere a exercícios e alimentação. Esta raça não tem tendência a ganhar peso, mas você deve sempre controlar a quantidade de comida diária que ingerir para evitar possíveis problemas de saúde. Recomenda-se sempre apostar em um alimento de qualidade e dividido em várias doses por dia, e sempre garantir que o cão esteja calmo antes e depois de comer, porque a atividade pode levar a condições como torção estomacal.

Também é importante seguir os cuidados estéticos, embora a maioria dos cães não exija atenção constante ao pelo, exceto por variedades de pêlo comprido. Com uma escovação semanal, pode ser suficiente, em termos gerais, para que o manto seja exibido em perfeitas condições. Além disso, recomenda-se banhá-los a cada 6 ou 8 semanas para remover a sujeira e impedir que eles percam sua própria proteção da pele.

Deve-se sempre observar o exercício como um dos hábitos mais básicos, para que o podenco seja um cão calmo e equilibrado em casa. Caminhadas diárias longas são essenciais, mas você também terá que combiná-las com atividades mais energéticas, por isso é recomendável ter um local adequado onde o animal possa correr e soltar seu instinto sem nenhum perigo. É preciso também ter o cuidado de liberá-lo em espaços que não são bem condicionados, pois isso pode representar um risco à sua integridade física devido ao seu forte instinto de buscar traços.

Para educar adequadamente um cão de caça, você deve usar reforço positivo em cada treinamento, e o cão vê as ordens como um jogo. Tende a ser algo desobediente quando você cruza uma trilha em sua atividade, algo que precisa ser influenciado por um filhote. Essa raça também é muito sensível ao castigo físico, portanto nunca deve ser usada para tentar ensinar alguma coisa. Com educação e socialização adequadas, o podenco será um animal de companhia perfeito para qualquer família.

Curiosidades do podenco

  • Em muitas ocasiões, acredita-se que o cão e o galgo são da mesma raça, mas, embora tenham características físicas e genéticas comuns, são raças que podem ser facilmente diferenciadas.
  • Geralmente, todos os espécimes de podenco são imunes à leishmaniose, embora possam carregá-lo. A razão para isso é desconhecida, mas é uma grande vantagem para eles, pois eles geralmente não apresentam sintomas ou precisam de vacinação.
  • Eles são tão fiéis a quem consideram seus donos que, se suas circunstâncias mudarem, não mostrarão o mesmo comportamento ou a mesma alegria. Você pode se divertir muito se mudar de casa ou em caso de abandono.
  • Sua eficácia como cão de caça depende especialmente das capacidades de seus sentidos, visão, audição e olfato, que podem capturar presas a longas distâncias.
  • Tem o histórico doloroso de ser uma das raças mais abandonadas, apesar de não ser muito numerosa. Isso ocorre porque muitas pessoas os têm apenas como cães de trabalho e, quando a temporada de caça termina, eles os deixam sem escrúpulos, algo terrível e desumano.

Se você acha que um podenco pode encher sua vida de felicidade e companhia, deve encontrar um filhote com todas as garantias de saúde. Para fazer isso, vá apenas a criadores especializados na raça e com boas referências anteriores, pois só assim você terá o melhor filhote de podenco possível. O podenco é uma raça de cães muito especial, que não é recomendada a todos, mas que pode criar o melhor relacionamento com as pessoas.

Vídeo: EL PODENCO ANDALUZ EN ACCION (Julho 2020).

Pin
Send
Share
Send
Send